Hoje estamos aqui com o Cohiba Robusto e o Whisky Johnnie Walker Black Label.

Muitos degustadores vão provavelmente dizer que a melhor harmonização seria um whisky puro malte com este puro cubano, e eu até concordo, mas esta é uma degustação que precisa ser feita, principalmente no Brasil, onde o Black Label é um dos uísques mais vendidos e apreciados e o charuto cohiba é uma referência em termos de sabor.

Charuto Cohiba Robusto com Whisky Johnnie Walker Black Label

Charuto Cohiba Robusto com Whisky Johnnie Walker Black Label

A qualidade deste blend é inquestionável, talvez não haja tantas nuances e tamanho sabor como um Puro Malte, mas o Black Label definitivamente conquistou seu lugar no mercado como um blend saboroso e respeitável.

O whisky tem uma cor dourado intenso e se apresentou muito suave e aveludado, com baunilha e casca de laranja no nariz e um pouco de toffee (caramelo) e notas de turfa no paladar, e um retrogosto bem maltado, com muito boa acidez.

Mas vamos falar do charuto…O perfume ao abrir a caixa está fantástico. O charuto tem uma construção impecável, uma capa bem oleosa com pouquíssimos veios… Bem, estamos falando de um Cohiba, então não poderia esperar menos.

E que sabor tem este charuto. Um tabaco extremamente bem fermentado, com um início terroso e a medida que fui chegando ao fim, um pouco de pimenta branca. Muito sabor e nada de amargor. Realmente um patamar acima dos outros puros. O fluxo está perfeito, a queima também. O charuto queimou em anéis regulares do começo ao fim.

E a harmonização com o Black Label foi muito feliz. O blend deste Whisky mostrou personalidade o suficiente para seu sabor não ficar apagado. Muito pelo contrário: o Whisky complementou o sabor do charuto, realçando suas notas e se mostrando uma harmonização bem prazeirosa. Extremamente recomendável. Um abraço a todos e até a próxima.

Anúncios