Charutos com Whisky H. Upmann

Charuto H. Upmann Magnum 50 com whisky Glenmorangie The Original (Puro Malte)

Charuto H. Upmann Magnum 50 com whisky Glenmorangie The Original (Puro Malte)

Hoje vamos fazer a harmonização de um charuto cubano delicioso, o H. Upmann Magnum 50 com mais um whisky escocês Puro Malte, o Glenmorangie The Original, um whisky de graduação 40%, envelhecido 10 anos em barris de Bourbon Americano.

Charuto H. Upmann Magnum 50 com whisky Glenmorangie The Original (Puro Malte)
Charuto H. Upmann Magnum 50 com whisky Glenmorangie The Original (Puro Malte)

A Glenmorangie é uma destilaria da parte norte da escócia, os Highlands. Uma região conhecida por produzir diversos uísques leves e frutados, bem saborosos e cheio de nuances. Este whisky já ganhou, inclusive, primeiro lugar no San Francisco World Spirits Competition em 2010 e recebeu nota 93 na revista americana Malt Advocate, uma nota acima da média para um scotch desta faixa de valor.

O whisky tem um coloração dourada bem clara, um nariz bem definido com notas de baunilha e um fundo cítrico, bem agradável, e um paladar maravilhoso, fresco e vibrante com notas também de baunilha e um fundo de canela, que permanecem no paladar num longo fim de boca. Muito prazeroso.

Charuto H. Upmann Magnum 50
Charuto H. Upmann Magnum 50

O H. Upmann Magnum 50 é um charuto excepcional, um charuto para conhecedores. Não é um marca mainstream, mas quem já experimentou sabe do que eu estou falando: o Magnum 50 é um Double Robusto de força média, com sabor bem pronunciado, cheio de nuances e um retrogosto maravilhoso. A capa está bem sedosa e o fluxo está bem solto, liberando uma fumaça densa com um fundo de chocolate e frutos secos. Uma degustação simplesmente maravilhosa.

A cada nova harmonização chego a conclusão que os uísques blended que bebemos costumeiramente no Brasil são muito agradáveis e combinam muito bem com charutos, mas é com um Puro Malte como este, que o charuto harmoniza melhor. As nuances do scotch puro malte são muito mais definidas e potencializam sobremaneira o aroma dos charutos, ainda mais um charuto rico como este. O toque sutil de baunilha deste whisky complementou o sabor suave do charuto e o álcool aqueceu e deixou as notas do charuto leves e bem presentes. Uma harmonização elegante e vibrante. Muito recomendável.

As boas notícias são que tanto o uísque quanto este charuto são encontrados no Brasil e custam cerca de 200 Reais (o whisky) e 50 Reais, o charuto. Um abraço a todos e até a próxima harmonização.

5 comentários em “Charuto H. Upmann Magnum 50 com whisky Glenmorangie The Original (Puro Malte)

  1. Caro Confrade,

    por sua influência estou começãndo, mui humildente, a adentrar nas pardisíacas teras cubanas e a adquirir alguns puros. Comprei um H. Upmann (*+, um Hoyo de Monterrey Epicure 2 e um Montecristo nº 2 (seguindo o seu conselho de observar a relação custo benefício entre este e o Gran Corona da DF optei pelo cubano).

    E pra dizer que não abandonei terra brasilis e o maravilhoso terroir baiano adquiri tmabém o meu favorito nacional Seleção de DF e por indicação sua o Double Corona Mata FIna AM por querer degustar o bom tabaco baiano em toda a sua pelnitude que só um Double Corona pode oferecer.

    Ocorre que o H. Upmann que adquiri numa boa casa do ramo me pareceu suspeito apesar de possuir a bitola de um corona e ostentar na sua anilha “HABANA CUBA” estem possui apenas nove centímetros de comprimento o que me parece um petit corona. Só que não encontrei essa bitola em nenhum site especializado e temo ter comprado um short filled ou coisa do gênero.

    Vou degustá-lo e logo posto minhas impressões mas gostaria de ouvir tua opinião, confrade-mor hahaha

    Abraços

    Alessandro Paes

    • É o que eu sempre digo: bom mesmo é ter um umidor bem colorido, com variedade de países e bitolas para momentos diferentes. Precisa-se de calma para degustar um bom H. Upmann ou um bom Montecristo! Boas baforadas!

  2. anthony

    charuto muito ruim com goste de cigarro e com fluxo muito aberto..

  3. Arthur

    Eu me dei bem com o Magnum 50. Nem de longe tem gosto de cigarro, e o fluxo não estava frouxo, estava até um pouco plugado pro meu gosto. Bem costruído, a cinza chegou a ficar com 4 cm, queima regular, bem saboroso, de médio pra forte. Harmonizei com a Vale Verde, mas não gostei muito da combinãção, não. Enfim, eu gostei desse charuto e acho que a dica foi certeira no sentido de que é um charuto legal pra dar uma variada no umidor, pra fumar algo diferente. Não compraria uma caixa, pois acho que tem coisa melhor, como o Montecristo Edmundo, na mesma faixa de preço, mas de uma a três unidades eu voltaria a comprar para investir em variedade, para uma fumada diferente e algum grau de compromisso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: